PLMJ Advogados, SP, RL

Uma Visão de Futuro

Notícias PLMJ

PLMJ assessorou venda da maior central solar em Portugal sem tarifas subsidiadas
2018-12-27

PLMJ foi responsável pela assessoria jurídica à Welink Energy na venda, à Allianz Renewable Energy Partners, da central solar fotovoltaica Solara4, localizada em Alcoutim, no Algarve.

Em Outubro passado, prestou também assessoria jurídica global à Welink Energy na venda da primeira central solar fotovoltaica de Ourika! já em funcionamento e em regime de mercado.  

A central Solara4 deverá ser concluída em 2019 e é, até ao presente,  o maior projeto solar sem tarifas subsidiadas em Portugal, com capacidade para fornecer energia elétrica a uma média de cerca de 23.000 consumidores domésticos da região.

A Equipa PLMJ que trabalhou na operação foi liderada por Diogo Perestrelo, Sócio de PLMJ Corporate e M&A, e Guilherme Seabra Galante, Associado Sénior desta área de prática e contou com a participação e gestão da assessoria de projeto e regulatória pela equipa PLMJ Energy, especializada em energia e recursos naturais coordenada por Ana Oliveira Rocha, Associada Coordenadora.

“Esta trata-se de mais uma transação que enche PLMJ de orgulho. Quando concluída, a central solar fotovoltaica Solara4 não necessitará de ser subsidiada pelos consumidores, permitindo o aproveitamento de um dos nossos maiores assets energéticos, o sol. Este projeto reforça assim a posição de Portugal no radar dos investidores internacionais que pretendam alavancar projetos na área das energias renováveis, bem como a vasta experiência e consolidação no mercado de PLMJ Energy”, afirma Diogo Perestrelo.

Este projeto inclui a assinatura de um contrato de compra de energia de preço fixo, com a duração de 20 anos sendo os valores envolvidos confidenciais.

PLMJ assessorou venda da maior central solar em Portugal sem tarifas subsidiadas
Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.