Notícia

Comissão Europeia quer inteligência artificial mais ética

07/01/2019
Partilhar

Manuel Lopes Rocha, Sócio coordenador da equipa de PLMJ Propriedade Intelectual, analisou recentemente ao Dinheiro Vivo as mais recentes diretrizes da Comissão Europeia para garantir que a utilização de IA respeita princípios éticos.

Por enquanto, o documento ainda está em formato de rascunho, tendo sido apresentado a 18 de dezembro. Contém as orientações éticas para o uso de inteligência artificial (IA), elaborado por um grupo de especialistas (AI HLEG) ao serviço da Comissão Europeia.

Sobre o prazo de consulta, o Advogado PLMJ afirma que este é "muito curto" (...), contudo, reconhece qye o documento "foca-se mais nas questões éticas, deixando de fora o mundo da robótica. Além disso, os pontos funcionam quase numa lógica de regras de conduta para as empresas."

Leia o artigo completo aqui.  

Profissionais relacionados

Mantenha-se informado

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.