Imprensa

“Estamos perante uma situação em que o alívio fiscal deveria, por variadas razões, ser seriamente ponderado"

20/07/2021 , Jornal de Negócios
Partilhar

Isaque Ramos, sócio da área de Fiscal da PLMJ, considera que o no período que atravessamos, "o mais importante será aprovar medidas fiscais que contribuam para a recuperação das empresas e da economia em geral", em declarações ao Jornal de Negócios, o advogado admite não haver condições "para uma redução da carga fiscal" em 2022.

Em análise às medidas que poderiam vir a melhorar o sistema, Isaque Ramos sugere algumas alternativas, nomeadamente que "uma boa medida seria desburocratizar a relação entre o Fisco e as empresas, à semelhança do que já sucede com os contribuintes singulares “ao nível do IRS, em que há uma comunicação em ‘real time’”.

O artigo foi publicado no LEX do Jornal de Negócios.

Profissionais relacionados

Mantenha-se informado

Please note, your browser is out of date.
For a good browsing experience we recommend using the latest version of Chrome, Firefox, Safari, Opera or Internet Explorer.